Making Of - O Navio Fantasma

Making of é um espaço para apresentar curiosidades sobre como meus romances foram desenvolvidos. 

Se você não leu o livro, gostaria de sugerir que leia antes do Making of.

Sou Alex Bitten, escrevo por que acredito em meus romances.

O INÍCIO

Jaguaruna é uma cidade no litoral do sul de Santa Catarina que possui belas praias, e foi num final de tarde, contemplando o mar, que tive a ideia de escrever uma história sobre os seus mistérios. Eu já conhecia a lenda das aparições do Holandês Errante e de várias outros navios fantasmas. O seu fascínio, e as lendas contadas por  velhos marujos sempre foi algo fascinante para mim.

 

 

 

 

A ideia era criar uma aventura sobre navios de guerra de madeira, movidos a vela, batalhas com canhões, mosquetes e espadas. Uma narrativa de mistérios, contada por velhos marinheiros, com vozes roucas, sobre suas experiências no mar. 

Não seria apenas uma aventura sobre as aparições de um navio fantasma, mas o ataque de uma tripulação de mortos-vivos colocando em risco a segurança de um Reino, e o desafio  de um filho para resgatar a honra de seu pai. 

Eu tinha dois ingredientes, mas sempre gosto de trabalhar com três, nossa relação com o sobrenatural, o medo sobre fenômenos que não podemos explicar.

Com a tríade definida, eu me debrucei sobre essas premissas, e naquele verão, detalhei as aventuras do jovem doutor David para desvendar os mistérios do Vingador dos Mares e descobrir a verdade sobre seu pai, o capitão Átila.

Foi assim que surgiu O Navio Fantasma.

O ENREDO

A história que se inicia após uma guerra entre dois reinos, com os ataques de um poderoso navio contra navios mercantes, colocando em risco o comércio do reino. Os poucos sobreviventes relatam que o responsável é o Vingador dos Mares, a arma de guerra mais poderosa já criada pelo homemConstruído para ser uma arma letal, para garantir a soberania dos mares, sua história termina de forma trágica. Toda a sua tripulação e seu experiente comandante enlouquecem de forma misteriosa. Perseguidos por uma frota até ser encurralado, o poderoso navio é afundado sem que nunca se saiba o verdadeiro motivo de sua tripulação se tornar uma horda de assassinos sanguinários.

Com o seu retorno e seus ataques, uma dúvida paira no ar, como poderia um navio e sua tripulação retornar do fundo do mar? Como poderiam os mortos voltar a vida? O seu capitão teria feito um pacto com o demônio?

Para evitar o colapso das rotas comerciais, uma expedição formada por uma tripulação de veteranos é enviada para descobrir a verdade. Junto com ela se encontra um jovem médico, o doutor David, que possui um interesse especial em descobrir a verdade.

Seu pai, o Capitão Átila, era o comandante do Vingador dos Mares. 

 PROTAGONISTAS

O doutor David , um jovem médico prestes a casar, sofre as consequências da tragédia inexplicável que acontecera com seu pai. Inconformado com a desgraça que recaiu sobre sua família,  decide partir junto com a expedição para descobrir a verdade sobre seu pai.

A jovem Caroline, futura esposa do doutor David. Apaixonada, ela não compreende sua partida e pressente que seu amado não retornará da expedição. Gosto muito do nome Caroline, e já usei este nome em outro romance, Segredos de Guerra.

O professor Július, homem sábio, antigo oficial da Marinha de Guerra do Reino, ajudou a projetar o Vingador dos Mares e era amigo do capitão Átila. Um homem misterioso, poderoso e influente, que será imprescindível para o futuro da expedição.

O capitão Kurchov, oficial experiente e veterano de muitas guerras, comandará a expedição. Um homem destemido, que tem a missão de descobrir a verdade e evitar que as rotas mercantes sejam interrompidas com o aparecimento do Navio Fantasma.

O capitão Átila, pai do doutor David, um dos criadores do navio Vingador dos Mares. Herói de guerra, enlouquece com sua tripulação no comando da arma mais poderosa já construída pelo homem. Teria este homem retornado do mundo dos mortos juntos com sua tripulação para realizar uma terrível vingança?

TÉCNICAS USADAS

O Navio Fantasma é uma romance de aventura que escrevi com muito prazer. Procurei usar uma linguagem fácil e uma narrativa bem construída, para criar um texto agradável. Apesar de em alguns momentos carregar a trama com uma aura sombria, o objetivo e proporcionar entretenimento. Poderia ter feito uma narrativa mais detalhada sobre a construção das embarcações, como Patrick O´brian faz de forma brilhante em sua série Mestre dos Mares, mas preferi uma narrativa mais ágil para o leitor.

Uma das diferenças deste romance em relação aos outros é que ele é escrito na 1ª pessoa do singular. Toda a história é narrada pelo doutor David, para que  o leitor sinta todas as suas emoções, suas reflexões e suas decisões para descobrir os mistérios sobre seu pai.

Uma questão interessante foi que não apresentei os nomes do Reinos envolvidos e os nomes dos personagens tem várias origens, francesa, inglesa, espanhol e russa. Eu não queria definir uma nacionalidade para o personagens, deixei essa decisão para o leitor.

CURIOSIDADES

A Capa - Foram feitas quatro capas até chegar a escolhida, um navio surgindo de um nevoeiro, que representa os mistérios do  Vingador dos Mares.

O Título - Havia três títulos possíveis, "O Vingador dos Mares", "A Vingança do Capitão" e "O Navio Fantasma". Escolhi o último porque acredito que representa melhor as aventuras do doutor David.

Trilha Sonora - Sempre que ouço o início de Smoke in the water, do Deep Purple, imagino O Vingador dos Mares saindo do meio de um nevoeiro, os marinheiros com os corpos em decomposição e espadas enferrujadas caminhando pelo convés gritando para atacar uma embarcação que se aproxima.

Para ajudar a escrever a história, ouvi a excelente trilha sonora do filme Mestre dos Mares, composta por Iva Davies. O filme é baseado na série Master and Comander, escrita por Patrick O´brien. Li todos os livros traduzidos para o português e recomendo para quem aprecia histórias das batalhas navais.

O Clímax - O ponto culminante da história é  a aparição do verdadeiro Vingador dos Mares para salvar o doutor David e seus amigos.

Reclamação de um leitor - Sempre recebo comentários dos leitores, muitos ajudam a aprimorar o meu trabalho, mas um e-mail foi muito interessante. Um leitor relatava que havia gostado da história, mas fazia uma ressalva. Eu não precisava ter usado os nomes dos navios Crepúsculo e Amanhecer, baseados nos famosos livros de Sthepenie Mayer. Eu respondi informando que achara interessante a associação, mas havia escolhido os nomes durante as minhas pesquisas sobre embarcações, e que O Navio Fantasma havia sido lançado antes da saga dos famosos vampiros.

O FUTURO

Há uma Continuação para o doutor David e o professor Július, um novo mistério que colocará o Reino novamente em perigo, e somente a união dos dois personagens poderá enfrentar esse novo desafio. Não será uma expedição no mar, mas  em um castelo assombrado.

Um dia pretendo escrevê-la.