Buscar
  • Alex Bitten

Jack Higgins - Um mestre dos livros de espionagem e ação.

Jack Higgin é um dos meus escritores preferidos e tem lugar de destaque em minha estante. É um autor “Caro” para mim, como disse a personagem Helena no meu romance “Segredos de Guerra”.

Acredito que suas histórias são muito bem elaboradas, suas tramas são complexas, criadas com protagonistas fortes, com uma dose de cinismo na medida ideal, enfrentando inimigos impiedosos e ambientados em locais muito bem detalhados.

São características assim que o fizeram construir uma carreira sólida, com dezenas de milhões de livros vendidos ao redor do mundo.

Muitos acreditam que seu primeiro livro foi o clássico “A Águia Pousou”, publicado em 1975, e isso é um equívoco comum em relação a carreira de um escritor.

Para um leitor, o sucesso de um escritor se inicia logo após sua primeira publicação, como num passe de mágica. Mas existe um longo caminho a percorrer, e com Jack Higgins não foi diferente.

Quer saber como ele atingiu todo esse sucesso?

Leia o blog e mate sua curiosidade.

Uma Breve Biografia


Harry Patterson é o nome do escritor britânico Jack Higgins, que nasceu em 1929, na cidade de Newcastle, Inglaterra, mas mudou para Belfast, na Irlanda onde conviveu com situações políticas e religiosas que influenciariam muitos dos seus protagonistas. Abandonou os estudos para se alistar no exército, servindo na fronteira da Alemanha Oriental na década de 1950 como oficial não comissionado. Após dois anos no exército, retornou para a Inglaterra, onde estudou sociologia na London School of Economics e Political Science.

Começou a escrever seus primeiros romances em 1959, usando vários pseudônimos, como James Graham e Martin Fallon, mas foi somente no final da década de 1960, quando trocou o pseudônimo para Jack Higgins e lançou “A Águia Pousou”, foi que conseguiu grande reconhecimento no mundo literário. Neste romance, Jack Higgins mostrou grande evolução em relação aos seus trabalhos anteriores, ao apresentar uma trama mais envolvente com personagens profundos e muito bem detalhados.

Acredito que para se tornar um escritor talentoso, são necessário dois verbos: escrever e aperfeiçoar, trabalhados a exaustação e não necessariamente nesta mesma ordem.

Foi o que Jack Higgins fez com grande perfeição.



O ambiente que Jack Higgins viveu e que foi importante para criação de seus personagens


O ambiente cria cenários para o escritor?


Muitas das cenas dos meus livros são criadas pela minha experiência de vida, por lugares, situações que vivi e pessoas que conheci.

Com Jack Higgins não foi diferente.

Os anos vivendo em Belfast deixaram um legado em sua mente e o fez criar grandes personagens, como Sean Dillon e Lian Devlin, membros do IRA – Exército para Libertação da Irlanda, com referências rebeldes, cínicas, galanteadores e assassinos impiedosos.

Numa entrevista que tive a oportunidade de assitir, Jack Higgins afirmou que ao servir como oficial do exército na fronteira da Alemanha Oriental durante a guerra Fria, imaginou cenários de tensão militar e espionagem que mais tarde usaria em suas histórias.


Alguns de seus romances, a maioria traduzidos para o português


A Carreira


Jack Higgins já vendeu mais de 250 milhões de cópias e seus romances já foram traduzidos para cinqüenta e cinco idiomas.

O primeiro sucesso, “A Águia Pousou”, publicado em 1975, viraria filme em 1977, interpretado por grandes estrelas, Donald Sutherland, Robert Duvall e Michael Caine no papel do oficial alemão Kurt Steiner, um oficial alemão que comandando uma unidade de paraquedistas, saltam sobre a Inglaterra numa missão desesperada para sequestrar Winston Churchill, o primeiro Ministro Britânico.

Após esse grande sucesso, vários outros se seguiram, como “Pacto com o Diabo” - 1982, “Segredo de Confissão – 1985”, “A Águia Voou” - 1985, “Cabo do Trovão” - 1993, “O Vôo das Águias” - 1998. e tantos outros clássicos que me ajudaram a passar as noites frias do inverno do sul do Brasil.



A Águia Pousou, um Clássico do filmes de guerra.

Trecho do Filme A Águia Pousou


A Importância do escritor


Resolvi escrever este texto como uma homenagem sobre um escritor que admiro e tenho um apreço especial.

Suas histórias com protagonistas de personalidade cínica, com experiência militar e com passado sombrio, expostos a tramas bem elaboradas numa trama ágil e envolvente influenciam muitas das minhas histórias.

Jack Higgins sempre será para mim uma referência de excelentes histórias de suspense e ação.




24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo